9 Alimentos que Intoxicam e 9 Alimentos que Desintoxicam

Intoxicação causa inflamação. E a inflamação no corpo é um alerta do organismo, tentando te mostrar que algo não está indo bem. Por isso, reconhecer as inflamações que nosso corpo sofre é essencial no processo de cura e proteção do organismo.

A inflamação sempre surge quando danos nos tecidos acontecem. Em outras palavras, a inflamação é um sinal de que seu corpo está se protegendo e se curando alguma coisa ruim. Portanto, consumir recorrentemente os alimentos que induzem respostas inflamatórias são motivo de preocupação, afinal o alimento vai inflamar tudo o que está lá dentro e que você não vê.

Inflamação crônica (normalmente causada por intoxicação alimentar e ambiental) tem sido associada a obesidade e muitas doenças graves, tais como artrite reumatoide, acidente vascular cerebral, vários cânceres, enxaquecas, demência, e mais notavelmente, doenças cardíacas. Para aqueles que não sabem disso, as doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no mundo. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), houve cerca de 17,5 milhões de mortes devido a doenças cardíacas em 2012. Isso representa 30% das mortes em todo o mundo.

No caso da obesidade, fenômeno crescente em praticamente todo o globo, tem origem inflamatória em virtude de todos os agentes que nos expomos todos os dias, como alimentos processados, industrializados e repletos de conservantes e corantes altamente inflamatórios.

Por isso, se você conseguir controlar e reduzir a inflamação na sua vida, uma consequência bem agradável será a redução da gordura corporal.

Mas não se preocupe. Um grande quantidade de pesquisas recentes sugere que podemos reduzir o risco de desenvolver essas doenças alterando nossos estilos alimentar e de vida.

Adotando a desintoxicação do corpo para um emagrecimento saudável, você reduz toda inflamação causada por alimentos e cura o corpo por dentro. Para adotar alimentação desintoxicante, existem diversos protocolos e métodos. O Detox de 3 Dias é um desses métodos que, em pouco tempo, trabalha a desintoxicação para o emagrecimento saudável.

Eu não acho que é necessário nesse post abordar as importâncias de se cuidar do corpo, afinal se você já está aqui você pelo menos acredita que a inflamação é algo que deve sim ser controlado. Por isso, vamos reduzir a inflamação do corpo para evitar essas doenças mortais.

Primeiro passo: evite estes alimentos.

1. Açúcares adicionados

Uma ingestão de açúcar desproporcional pode ter uma lista de conseqüências inflamatórias. Aumenta os riscos de diabetes tipo 2, obesidade, síndrome metabólica e inflamação. Para não mencionar que destrói os dentes. Outras pesquisas indicam que os açúcares podem piorar ou até causar acne (também em virtude da inflamação). Açúcar pode parecer quase impossível de evitar uma vez que quase tudo tem açúcar. Por isso, mudar sua alimentação para o mais natural possível, evitando refrigerantes, bebidas de frutas, bolos e doces já é um excelente primeiro passo. Alguns substitutos saudáveis ​​para esse açúcar adicionado que você pode usar: as frutas, o mel e o melaço. Essa substituição é interessante porque, enquanto açúcares encontrados em doces é algo a evitar, açúcares naturais encontrados em frutas orgânicas frescas e secas não são uma questão da mesma preocupação. Frutas fornecem ao corpo antioxidantes naturais, vitaminas e fibras que são extremamente ricos e benéficos para o funcionamento do corpo.

2. Óleos vegetais de cozinha

Muitos óleos de cozinha usados ​​em casas e empresas contém altos níveis de ácidos graxos ômega-6 em desequilíbrio com os ômega-3, o que torna esses óleos agentes inflamatórios para o corpo humano. Este tipo de desequilíbrio pode desencadear reações inflamatórias e, eventualmente, causar as várias doenças e os distúrbios listados anteriormente. Não surpreendentemente, esses óleos são freqüentemente usados ​​para preparar alimentos processados. É melhor evitar ou moderar a ingestão de óleos vegetais poliinsaturados como algodão, cártamo, milho, óleos de girassol e sementes de uva. Azeite extra virgem, manteiga ghee, óleo de coco e óleo de macadâmia são ótimas alternativas saudáveis pois apresentam ômega-6 e ômega-3 em uma relação equilibrada. O óleo de macadâmia na verdade tem uma proporção de 1: 1 e contém ácido oleico que é saudável para o sistema cardiovascular.

3. Gorduras Trans

As gorduras trans não só aumentam os níveis de colesterol ruim no corpo, mas também suprimem os níveis de colesterol “saudável”. Uma dieta constante de gorduras trans pode ajudar no desenvolvimento de obesidade, inflamação crônica e uma resistência perigosa à insulina. Isso pode levar a doenças mais graves. As gorduras trans são quase tão comuns quanto os açúcares processados. Eles podem ser encontrados em abundância em fast food, produtos transformados, alimentos fritos, alimentos preparados com óleo parcialmente hidrogenado, margarina ou gordura vegetal. É importante ter em mente que uma etiqueta de leitura “0 gorduras trans” não significa necessariamente que está livre de gorduras trans. A legislação permite que produtos com menos de 0,5 gramas de gordura trans sejam rotulados como livres. Para se certificar de que você realmente está evitando gorduras trans, verifique os ingredientes para ver se óleo parcialmente hidrogenado ou gordura vegetal foi utilizado na preparação. Se sim, existe sim gordura trans. Ah, uma outra dica para saber se tem ou não gordura trans é buscar o que a natureza nos entrega diretamente. Alimentos naturais, frescos e orgânicos não têm rótulo, não têm ingredientes e não tem inflamação associada a gorduras trans. Assim fica mais fácil! 😉

4. Produtos lácteos

Segundo os pesquisadores, a capacidade de digerir o leite após a infância é anormal. Na verdade, acredita-se que mais de 60% das pessoas não conseguem digerir o leite. Portanto, não é incomum o leite causar inflamação. Em alguns casos, os produtos lácteos podem causar dores de estômago, diarreia, constipação, erupções cutâneas, urticária, acne ou estresse respiratório. Em outros casos, pode causar isso aí tudo junto, de uma só vez. O número de produtos lácteos são infinitos. A manteiga e o queijo são a melhor combinação pra diversos alimentos que você tem o costume de comer. Eu estou falando de alimentos como biscoitos, pães, cereais, bolos e muitos, muitos mais. Quem é sensível ao leite pode substituí-lo por Kefir e iogurte integral, orgânico e sem açúcar, com moderação. A lactose e as proteínas encontradas no leite são fermentadas por leveduras ou bactérias, permitindo fácil digestão e inflamação próxima a zero.

5. Peixes e frutos do mar alimentados com ração

Carnes produzidas por fornecedores comerciais normalmente têm uma dieta rica em ácidos graxos ômega-6 e falta de ômega-3. Juntamente com um excesso de ácidos inflamatórios, o limite de espaço não permite que façam exercícios, fazendo com que os animais fiquem obesos e com excesso de gordura saturada. Além disso, eles são alimentados com substâncias artificiais que promovem um crescimento mais rápido dos animais. Assim, uma opção mais saudável é buscar animais orgânicos e que foram pescados em ambiente livre. Quanto mais saúde o animal teve em vida, mais saúde ele vai levar para sua casa.

6. Carnes processadas

De acordo com pesquisadores da Universidade da Califórnia San Diego School of Medicine, carnes vermelhas processadas contêm uma molécula chamada Neu5Gc que não é produzida naturalmente pelo corpo humano. Coincidentemente, o corpo é resistente a esta molécula e responde com defesas inflamatórias. Esta inflamação pode sutilmente permanecer em muitas pessoas, eventualmente dando lugar a doenças cardiovasculares ou cânceres. Em 2007, o World Cancer Research Fund anunciou que as carnes processadas são prováveis ​​causas comuns de uma série de cânceres no cólon, reto e muito possivelmente nos pulmões e no esôfago. As carnes processadas não são saudáveis ​​em nenhum sentido e devem ser evitadas. Carnes vermelhas no entanto não são tão prejudiciais. Melhores escolhas e substitutos incluem aves, peixes e vegetais ricos em proteínas.

7. Álcool

O álcool é conhecido por desencadear inflamação e irritação do esôfago, do fígado e das cordas vocais voz. Esta inflamação quando prolongada pode levar ao crescimento de tumores em partes do corpo mais sensíveis a essa inflamação crônica. Uma bebida de vez em quando não vai te matar, mas excesso de indulgência tem suas conseqüências. Um substituto óbvio para o álcool seria um copo de água ou um suco detox. Talvez uma xícara de gengibre, sucos naturais, ou jasmim chá verde (que tem propriedades anti-envelhecimento e anti-inflamatórios). Essas opções, sim, podem levar mais dias de vida ao seu corpo pois combatem a inflamação.

8. Grãos Refinados

Muitos grãos que são consumidos hoje são altamente refinados. Grãos refinados faltam fibras e vitamina B, tornando-os tão saudáveis ​​como açúcares processados ​​(como mencionado anteriormente). Quando consumido regularmente, o aumento do índice glicêmico pelo consumo de grão refinado pode incentivar o desenvolvimento de câncer, doença coronariana, diabetes e muito mais. Estes grãos são encontrados em quase tudo que comemos, incluindo arroz, farinha, pão, massas, bolos, batatas fritas, biscoitos. Esses grãos refinados estão sendo usados ​​como um ingrediente extra nos alimentos processados fundamentalmente para atender acordos e expectativas comerciais. É praticamente impossível evitar grãos processados. O método mais eficaz seria realmente crescer o seu próprio alimento em casa.

9. Conservantes Alimentares Artificiais

Acredita-se que conservantes comuns tais como aspartame e MSG causam reações inflamatórias. Cortar conservantes artificiais de sua dieta não é necessariamente uma tarefa fácil. Então, se tudo isso falhar, escolher alimentos que vêm diretamente da natureza e temperar com especiarias e adoçantes anti-inflamatórios será sempre uma boa opção. 😉

Este artigo não pretende assustar você. Ele é para informar apenas e provocar sua reflexão. Eu não posso enfatizar que a moderação não tem muito espaço neste assunto.

O melhor mesmo é evitar o quanto possível esses alimentos se você quer diminuir a intoxicação e inflamação do seu corpo (que muitas vezes você nem vê). Não há necessidade de ter medo desses alimentos, mas há certamente a necessidade de saber o que eles são capazes de fazer ao seu corpo quando você se permite cada um deles regularmente, todos os dias.

Cuidado com os sintomas inflamatórios após tentar novos alimentos ou alimentos que você pode ser sensível. Essa dica por si só poderia salvar sua vida! Infelizmente, esses fatos e conclusões não vão fazer muitas pessoas tirarem essas coisas da dieta. Mas isso não significa que algo não pode ser adicionado à dieta para tornar esses alimentos inflamatórios menos prejudiciais!

Aqui estão alguns alimentos anti-inflamatórios que você pode adicionar aos seus pratos do dia a dia:

Peixe Orgânico Gordo

Peixes como salmão, cavala e atum podem ajudar a combater a inflamação quando apreciados algumas vezes por semana. Ferver, assar ou cozinhar são os métodos mais saudáveis ​​de preparação.

Abacate

O abacate não é apenas delicioso, mas tem propriedades anti-inflamatórias e é uma fonte saudável de gorduras monoinsaturadas naturais. 5-7 porções diárias de gorduras naturais é o mais recomendado.

Folhas verdes

Verdes com folhas mais escuras como brócolis, couve e espinafre melhoram a resistência à inflamação do corpo. Esses vegetais verde-escuros são um pouco melhores para combater a inflamação do que os verdes mais claros. Uma porção ou duas por dia deve ser suficiente para ajudar a evitar inchaço e inflamação.

Açafrão

A cúrcuma tem sido usada na medicina oriental há milhares de anos e é popular na culinária indiana. Ele tem sido usada para tratar dores de dente, contusões, artrite reumatoide e inchaço das articulações. Apenas uma pitada dela em seus pratos fornece suas características medicinais anti-inflamatórias.

Nozes

Nozes contêm anti-inflamatórios e propriedades antioxidantes, bem como nutrientes essenciais como ômega-3, cobre, manganês e molibdênio. Cerca de uma porção de nozes representa uma ingestão diária recomendada.

Pimentas

Adicionar pimentas aos seus pratos pode melhorar significativamente a sua resistência à inflamação. O ingrediente ativo das pimentas, a capsaicina, é usado em alguns unguentos para combater a dor e o inchaço. No entanto, pimentas podem desencadear a reação oposta em algumas pessoas. Se você notar novos sintomas de inflamação após a adição de pimentas à sua dieta, talvez elas não são para você.

Azeite

Azeite extra-virgem pode ajudar com a perda de peso, reduzir o colesterol e diminuir a inflamação. O azeite está no grupo das gorduras saudáveis e elas, por si só, já ajudam a combater a inflamação no corpo.

Gengibre

Gingerols (as propriedades anti-inflamatórias encontradas no gengibre) pode reduzir e prevenir a dor e o inchaço, dificultando a formação de compostos inflamatórios. É um remédio comum para quem sofre com artrite e pode ser incorporado em sua cozinha de várias maneiras.

Beterraba

Além de combater a inflamação, beterrabas também são uma boa fonte de vitamina C e de nitrato, o que ajuda a proteger o coração. Elas são freqüentemente apreciadas raladas em saladas ou guisadas dentro de alguma receita.

Manjericão

Vale muito a pena incluir manjericão na sua dieta diária. É barato, amplamente disponível e tem muitos benefícios de saúde, dentre eles, é claro, atributos anti-inflamatórios.

Fazer uso dessas informações é um excelente primeiro passo para diminuir a inflamação no corpo. Um dedo inflamado, por exemplo, dói, incha e incomoda, certo? Quando a inflamação não dói nem incomoda mas mesmo assim está espalhada por todo o corpo, isso significa que seu corpo poderia estar funcionando melhor do que está de fato. Reduza os agentes que podem inflamar o seu corpo e perceba que com o tempo sua vida vai ser transformada: a gordura na barriga vai diminuir, a pele e os cabelos vai ficar mais bonitos, as unhas serão mais resistentes e mais fortes, e isso tudo são apenas benefícios externos. Internamente, todo seu corpo estará mais saudável e com muito mais energia e disposição.

Vale a pena cuidar da inflamação e acabar com ela o quanto antes, um dia depois do outro.

Um grande abraço!
Tiago

Ps.: para adotar uma alimentação desintoxicante na sua rotina, você pode usar o Detox de 3 Dias, que traz resultados rápidos em saúde e emagrecimento.

Referências: http://fitlife.tv/9-inflammatory-foods-that-should-be-avoided/

 

[icegram campaigns=”2194″]

O que você achou desse artigo?