preparar carnes magras

Cozinhar uma carne gorda, como um pernil ou uma picanha ao forno é tranquilo. Você coloca sal, pimenta, alho, cebola e o que mais quiser e coloca ao forno. Corta cada fatia direitinho, do mesmo tamanho e na direção contrária das fibras e Voilà! É difícil errar o preparo de uma carne gorda e saborosa. Agora, e quando o assunto é Preparar Carnes Magras? Você sabe o que fazer?

Quando estamos falando de carnes mais magras, com baixo teor de gordura, a coisa muda um pouco de figura. Fazendo um bom preparo, sua experiência pode ser incrível. E isso é especialmente importante se você está fazendo o controle de macronutrientes porque a gordura é um dos pontos que sempre estouram no final do dia.

COMO PREPARAR CARNES MAGRAS

A carne magra é incrível porque é rica em proteínas com um baixo teor de gordura, tornando-se um alimento essencial em qualquer dieta que não seja exclusivamente de vegetais.

O problema é que do mesmo jeito que as carnes magras têm essa força, também têm uma fraqueza: a carne magra é fácil de passar do ponto na hora de preparar. Isso resulta em uma refeição seca ou mole demais (e ficamos com aquele gostinho de um bife suculento só na imaginação enquanto mastigamos algo que mais parece uma borracha).

E se eu lhe dissesse que você poderia comer uma carne magra suculenta, insanamente deliciosa e macia TODOS os dias da semana. Pra isso basta querer de verdade e preparar usando alguns truques que tenho pra te passar aqui!

Aqui estão sete maneiras de amaciar sua carne magra e aproveitar toda proteína que você precisa para o dia com muito sabor.

MARINAR COM BAIXAR CALORIAS

Você pode usar alguns molhos simples de se fazer, que têm baixas calorias e adicionam toneladas de sabor ao mesmo tempo que amaciam a carne. Carnes magras como o peito de frango, peito de peru, bifes de patinho são perfeitos para isso. Coloque em um prato a carne de sua preferência e dê um “banho” em cada pedaço usando uma das opções abaixo:

  • Marinar durante a noite (para preparar pela manhã):
    • Mostarda
    • Salsinha
    • Molho picante
    • Alho e Pimenta Calabresa
    • Alguma fruta ácida (eu gosto de abacaxi)
  • Marinar 1-2 horas antes de cozinhar:
    • Suco de Limão
    • Vinagre
    • Soro de leite coalhado

Depois de marinar por um tempo, leve ao fogo. Para isso, você pode escolher cozinhar, assar, grelhar ou fritar. Só não use fogo alto, pois você pode queimar o molho que usou para marinar a carne. Mexa com frequência e deixe o fogo baixo enquanto preparar.

Aproveitando que você vai marinar a carme, pode usar uma dessas receitas para marinar seus vegetais preferidos. Você consegue uma dose extra de sabor, nutrientes e proteínas (isso mesmo…existem vegetais que complementam muito bem a sua necessidade de proteínas diária):

SALMOURA

Esta técnica é ideal para assar, grelhar ou assar. Tradicionalmente, salgar é feito ao longo de 10-12 horas, mas você pode usar uma salmoura rápida de 30 minutos para cortes de carne menores. Essa técnica pode mudar sua vida quando for preparar uma carne magra de novo:

  • Dissolva 1 colher de sopa de sal com 2 xícaras de água dentro de um prato
  • Faça o suficiente para garantir que toda sua carne fique submersa (dá pra duplicar ou até triplicar a receita, que é simples!)
  • Adicione a carne ao prato
  • Enquanto isso, pique algumas ervas e adicione também (gosto muito de cebolinha e tomilho)
  • Depois de adicionar as ervas, deixe descansar por 1h30min

Para salgar algo bem maior, como um peru inteiro, faça a mesma receita e deixe descansar durante a noite toda. Quanto maior a carne, mais tempo ela precisa.

BATA NA SUA CARNE

Bater com um martelo de cozinha não serve apenas para aliviar o estresse mas também serve para deixar a carne mais macia e os bifes mais nivelados. Assim você garante que terá bifes mais uniformemente preparados. Não há nada pior do que um peito de frango que é meio duro e seco, meio mal cozido. Não acha?

Depois de bater, tempere e cubra a carne com um pano. Se estiver sem martelo, improvise e use como um rolo de pão ou até mesmo punho. Só tenha cuidado para não bater demais senão vai ficar com um purê de carne nas mãos.

SALGUE UM POUCO ANTES

Salgar antes do preparo é uma técnica que faz a diferença. Gosto de usar pelo menos  1h45min antes do preparo.

O ideal é esfregar uma quantidade generosa de sal na carne e deixar descansando. Isso ajuda muito a quebrar as fibras duras do corte.

Se você não tem tempo para deixar essa pré-salga agir, salgar e começar o preparo imediatamente é a próxima melhor coisa.

Dizendo de outro jeito, nunca salgue entre 10 e 30 minutos antes de cozinhar. Isso na verdade não vai ajudar nada e ainda pode deixar a carne ainda mais seca!

COZINHE DEVAGAR

Lento e firme SEMPRE vai vencer essa corrida.

Paciência é uma virtude. As coisas boas vêm para aqueles que esperam… ​​

Por isso, sempre que escolher cozinhar, coloque seu fogo baixo, jogue um pouco de carne, legumes e ervas, e deixe o o preparo agir durante todo o dia. Sua carne será tão tenra e suculenta, sem dúvida.

Isso só funciona se você estiver em casa e puder, de vez em quando, ir ao fogão dar uma olhadinha. Garanta que enquanto prepara, a panela tem água suficiente.

MARCAÇÕES

Marcar a carne é fazer cortes rasos antes de preparar. Isso vale especialmente para todas as carnes mais duras. Vai reduzir o quanto a carne fica rígida durante o cozimento e ajuda os temperos se aprofundarem mais (a carne fica mais temperadinha por dentro).

ATENÇÃO: não faça essas marcas muito profundamente (você pode desmanchar sua peça e isso dificulta no preparo).

E PARA SERVIR

  1. deixe descansar
  2. corte direito

Você pode ter acabado de fritar perfeitamente um pedaço de filé de frango. Se você comer imediatamente assim que sair da panela você pode estar perdendo uma dose extra de sabor.

A ideia é a seguinte: quando você se exercita, seus músculos ficam mais rígidos que o normal. Depois de terminar o treino e descansar por alguns minutos, você começa a relaxar novamente.

A mesma coisa acontece quando qualquer carne sai da panela. O calor faz com que a carne fique um pouco mais rígida, mas se você deixar descansar por 7 a 10 minutos, ela vai relaxar um pouco mais e ficar mais macia e suculenta para comer.

Para fazer isso, é claro que você vai precisar cobrir para não esfriar demais. O que queremos é deixar descansar, não esfriar.

Pra terminar, o corte é uma dar partes mais importantes de TODO o preparo. Se cortar errado, a carne mais macia do mundo vai ficar dura e borrachuda (e você ainda vai culpar o açougueiro).

Para não errar, lembre-se sempre de cortar contra as fibras.

O que isso significa? Sempre procure a direção das fibras da carne. Em todo pedaço de carne você encontra fibras longas e fibras curtas. Escolha sempre cortar no ângulo das fibras curtas e sua carne vai ser sempre mais macia e saborosa.

FIBRAS DAS CARNES

Use todo esse conhecimento e prepare suas carnes magras de forma fácil, simples, prática e sempre com muito sabor.

E não se esqueça de me convidar! 😉

Grande abraço!
Tiago Batista

Créditos da imagem de capa: Mike Tinnion
Artigo originalmente publicado em inglês.

O que você achou desse artigo?